Alface Hidropônica: Propriedades, Benefícios e Dúvidas Respondidas!

A alface é uma das verduras mais consumidas no mundo. Ela é muito rica em água, ferro, fibras, potássio e fósforo. É um vegetal que contribui muito para o processo de digestão e para o bom funcionamento do intestino. Além de ajudar a transportar oxigênio pelo organismo.

A forma mais conhecida do cultivo desse alimento é no solo, certo? Essa é sim a forma mais conhecida. No entanto, um outro método vem ganhando espaço dentre os produtores não só de alface, mas de diversos outros vegetais.

Alface Hidropônica é Orgânica?

um tipo diferente

Para quem ainda não sabe, a alface hidropônica não é orgânica. Ela recebe esse nome por ser produzida sem a presença de solo, e em uma estufa. É preciso que o ambiente seja protegido. Confira abaixo as principais diferenças entre a alface hidropônica e a orgânica:

Alface Hidropônica

  • Produzida sem o uso de solo;
  • Recebe fertilizante químico por não ter contato com o solo;
  • Recebe agrotóxico;
  • É uma planta com desequilíbrio no seu metabolismo.
  • Uma quantidade excessiva de nutrientes ou de impurezas presentes na solução nutritiva pode ficar acumulada na planta.

Alface Orgânica

  • É produzida no solo;
  • É cultivada somente com fertilizantes orgânicos ou com minerais moídos;
  • Não recebe agrotóxico;
  • São mais resistentes à doenças e pragas, pois possuem o metabolismo mais equilibrado;
  • As possíveis impurezas são filtradas e neutralizadas pelo solo. Dessa forma, as plantas conseguem aproveitar melhor todos os nutrientes sem o acúmulo de impurezas.

Cada vez mais, a produção de alface hidropônica vem conquistando mais pessoas e ganhando mais espaço dentre os produtores do país. Ela oferece uma série de benefícios, principalmente para o produtor.

quais são as vantagens

Quais São as Vantagens do Sistema Hidropônico

  • Possibilidade de colheita precoce;
  • Melhor uso da área;
  • Produtos de melhor qualidade, pelo fato de as plantas crescerem num ambiente controlado, garantindo as práticas adequadas de cultivo. Dessa forma, os produtos possuem a mesma aparência, independente da época do ano;
  • Não exige a rotação de cultura pois, como o método de cultivo é limpo, livre de solo, é possível produzir a mesma espécie vegetal todas as vezes;
  • Possibilita o cultivo em todas as épocas do ano;
  • Diminui a incidência de pragas, já que as plantas são cultivadas dentro da água. Fica mais fácil visualizar se algum tipo de parasita aparecer.
  • Trabalho mais leve e sem sujeira. Como não há contato com o solo, também não é preciso capinar, e nem usar certas operações, como a gradagem e o coveamento, por exemplo.
  • Controle de fatores ambientais;
  • Redução da quantidade de água. Essa técnica economiza até 70% de água, em comparação com as demais técnicas de cultivo;
  • Necessidade de menor uso de agrotóxicos,
  • Menor uso de mão-de-obra. Automatização de várias práticas agrícolas, como o processo de adubação e de irrigação.

Alface Hidropônica é Saudável?

é saudável

A alface cultivada na terra e a alface hidropônica possuem a mesma quantidade de nutrientes. A questão é que os produtores adicionam fertilizantes e soluções químicas na água em que a alface hidropônica é cultivada. E a raiz das plantas absorve esses elementos. Se as substâncias ficarem desequilibradas, pode acontecer uma alteração no metabolismo das plantas, sendo necessário aumentar a quantidade de defensivos aplicados.

Sendo assim, o mais indicado é optar pelos vegetais orgânicos, já que não é usado agrotóxico no seu cultivo.

Como Cultivar Alface Hidropônica Em Casa?

Muitas pessoas preferem cultivar em casa os seus próprios vegetais. Assim, eles têm certeza da sua procedência.

Abaixo, nós vamos ensinar como cultivar alface hidropônica em uma garrafa pet de forma bem simples e econômica. Esse método é indicado para plantas pequenas, como a alface, salsinha manjericão, rúcula, e etc. Acompanhe abaixo:

Materiais necessários:

  • 1 garrafa pet;
  • Substrato, que pode ser fibra de coco ou casca de arroz, por exemplo;
  • Muda ou semente
  • Pano de algodão

Modo de fazer:

  1. Comece cortando a garrafa pet pela metade.
  2. Se desejar, você pode pintar de preto as garrafas. Para algumas pessoas, isso favorece o sistema hidropônico.
  3. No “pescoço” da garrafa, coloque um pedaço de pano de algodão.
  4. Em seguida, coloque a muda no pano de algodão ou plante a semente.
  5. Adicione um pouco de água.
  6. Use a garrafa vazia para colocar o substrato.
  7. Por último, coloque a garrafa com o pano dentro da garrafa com o substrato.

O pano de algodão será uma espécie de pavio. Ele fará com que os nutrientes do substrato sejam levados para a raiz da alface.

Como Produzir Mudas?

Há quem prefira produzir suas próprias mudas de alface para posterior cultivo. Para isso, o ideal é optar pelas sementes peletizadas (granuladas), uma vez que elas possuem poder de germinar superior a 90%, germinação mais homogênea e pureza maior que 99%. Além do mais, elas facilitam a semeadura, o plantio e o desbaste.

Todas as sementes peletizadas passam por um tratamento denominado “priming”, que é capaz de diminuir os problemas como a fotodormência (luz para germinar) e atermodormência (só germina em temperatura abaixo de 23°C).

A produção das mudas deve ser feita em uma estufa-maternidade, com as laterais fechadas pela tela sombrite 50% e coberta com filme plástico aditivado antigotejo eanti-UV. É importante que a estufa-maternidade fique fechada e limpa sempre.

São muitos os substratos usados para a produção de mudas para o processo de hidroponia. Dentre os quais está o algodão hidrófilo, a vermiculita e a espuma fenólica. Sendo esse último o mais usado, pois apresenta um desempenho superior aos demais.

Passo a Passo Para a Produção de Mudas

  • O primeiro passo é dividir ao meio a espuma fenólica.
  • Depois, é preciso higienizar bem as placas usando água limpa.
  • Fazer algumas perfurações na espuma de cerca de 1 cm de diâmetro e 1 cm de profundidade também.
  • Semear a hortaliça. Para a alface, o ideal é usar somente uma semente caso seja peletizada. Se as sementes forem nuas, pode-se usar até três.
  • Em seguida, é preciso irrigar a placa bem levemente.
  • A bandeja deve ficar em um local de pouca ventilação e com a temperatura mais amena.
  • A placa deve ficar úmida para que a germinação aconteça.
  • Após 48 a 72 horas da semeadura, é preciso transferir as mudas para onde elas fiquem sob luminosidade plena. E dar início à subirrigação usando a solução nutritiva diluída a 50%. É importante que a espuma permaneça úmida, sem ficar encharcada.
  • Entre 7 a 10 dias após a semeadura, a primeira folha verdadeira será emitida. Nesse momento, deve-se transplantar as células com as plantas para o processo de hidroponia, para que a planta termine de se desenvolver.

O artigo foi útil? Deixe a sua opinião nos comentários.

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Comente! Pergunte! Relate! Sugira!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *