Fruta-do-Lobo: Benefícios para Saúde, Propriedades e Receitas!

A fruta-do-lobo, ou lobeira, também conhecida como berinjela-do-mato, baba-de-boi, capoeira-branca, jurubebão, maçã-do-cerrado, jurubeba-de-boi ou loba, pertence à família da Solanácea. Nome científico da planta é Solanum lycocarpum St. Hil., da família botânica Solanaceae. Ela é parente do jiló, da berinjela, da jurubeba e do tomate.

A Fruta-do-Lobo é facilmente encontrada no cerradão, onde a mata é mais fechada, e também no cerrado de campo sujo. São muito comuns nos estados de Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Norte, norte do Paraná e São Paulo.

maçã-do-cerrado

Esse arbusto pode chegar a até 5 metros de altura. Possui a copa arredondada e folha simples, ovulada e grande. Possui pequenos pelinhos brancos, que brilham no sol. É uma planta que se adapta muito bem a todo tipo de clima e de solo. A sua floração acontece entre dezembro e março. E frutifica entre os meses de maio a agosto. As suas flores possuem a cor azul arroxeada, e com o estigma na cor amarela.

O fruto dessa planta é pouca coisa maior do que uma laranja. Chega a atingir cerca de 13 cm de diâmetro, tem a cor verde, e apresenta um tom amarronzado quando está maduro.

Muitos a consideram como uma planta daninha, pois ela consegue se propagar por meio de sementes e por brotos, após ser cortada. Mais comum em áreas do cerrado, mas pode ser encontrada também pelo país inteiro.

Ela é toda espinhosa. Até mesmo na parte de cima do seu fruto tem espinhos. Esses, inclusive, são bem aromáticos, especialmente quando chegam à maturação.

A fruta-do-lobo possui muitas propriedades importantes, como ação antiespasmódica, hipoglicêmica, antidiabética, lipolítica, hipotensor e hipocolesterolêmica.

Porque Fruta-do-Lobo?

berinjela-do-mato

O nome Guarambá vem do tupi. Significa “alimento do lobo guará”. A fruta-do-lobo é o alimento favorito de lobos guarás. Apresenta um vermífugo natural para o lobo, e também é uma das poucas opções de alimentos encontrados durante a seca. É por isso que ela recebe esse nome tão sugestivo.

Ela é Comestível?

Muita gente não sabe, mas os frutos da fruta-do-lobo são sim comestíveis. Quando maduros, eles ficam com um sabor levemente azedo. Podem ser usados no preparo de doces e de geleias, misturados ou não com outras frutas, como pêssegos e marmelos, por exemplo.

Fruta-do-Lobo e o Diabetes

O chá da fruto-do-lobo pode ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue. Por isso, ele é muito recomendado para pacientes com diabetes. No entanto, é recomendado consultar um médico antes de começar a consumir a planta.

Além do diabetes, a fruta-do-lobo também ajuda a tratar outros problemas de saúde como, por exemplo:

Como Usar no Dia a Dia?

Como Usar no Dia a Dia

Conheça abaixo as principais formas de usar a fruta-do-lobo:

  • Infusão das folhas: usada para tratar problemas de colesterol alto, diabetes, afecções urinárias, gordura do fígado, diminuição da pressão sanguínea, cólicas renais e abdominais e espasmos.
  • Culinária: os frutos maduros da planta podem ser consumidos tanto “in natura”, quanto no preparo de geleias e doces. E ainda podem ser usados na preparação de doces que usem pêssegos e marmelos, quanto misturados a outras frutas.
  • Polvilho do fruto verde: ajuda a tratar o diabetes, pois contribui para normalizar a insulina produzida pelo pâncreas.
  • Controle do nível glicêmico: tanto as folhas quanto o polvilho dos frutos verdes da planta, obtido por meio da trituração do fruto com água, são usados popularmente para controlar os níveis glicêmicos do sangue e a produção de insulina.

Para Que Serve e Como Fazer?

receitas

O chá da fruto-do-lobo é usado como uma alternativa para tratar doenças como o diabetes, por exemplo. Além de suprimir a contração do tecido muscular liso. Também fazem uso do chá pessoas com colesterol alto, espasmos, gordura do fígado, e demais problemas de saúde que citamos acima. Além do mais, pessoas que desejam emagrecer também tomam o chá para inibir o apetite.

Contraindicações

A fruta-do-lobo é contraindicada para gestantes, crianças menores de 12 anos e nutrizes.
É muito importante lembrar que as plantas medicinais não podem substituir o acompanhamento de um médico. Doses elevadas podem causar efeitos colaterais.

Receitas Com a Fruta-do-Lobo

Aprenda a preparar algumas receitas medicinais usando essa planta tão cheia de propriedades.

1 – Xarope: usado para tratar gripes e resfriados, e também atua como um tônico.

Ingredientes:

  • 1 xícara de chá de flores e de rodelas do fruto
  • ½ litro de água
  • 3 xícaras de açúcar cristal

Modo de preparo:

Amassar as flores e rodelas do fruto. Ferver a água e despejar sobre a planta amassada. Deixe em repouso por 12 horas. Coe. Em uma panela, prepare uma calda com o açúcar e adicione a mistura que estava de repouso. Misture por cerca de 5 minutos. Limpe e esterilize um frasco de vidro. Guarde o xarope e beba de 5 a 6 colheres por dia.

2 – Xarope

Ingredientes:

  • 1 xícara de chá de flores e de rodelas do fruto
  • 1 litro de água

Modo de preparo:

Ferva a água, adicione as flores e rodelas. Desligue o fogo e deixe esfriar. Adoce com mel e tome de 4 a 5 xícaras de café desse chá por dia.

2 – Compressa: tem ação antirreumática e emoliente.

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de folhas picadas
  • 1 litro de água

Modo de preparo:

Ferva a água com as folhas do fruto, e aplique nos locais afetados por cerca de 10 minutos, 4 vezes ao dia.

3 – Geleia de Fruta-do-Lobo Madura

Ingredientes:

  • 1 Kg de polpa de fruta-do-lobo
  • 1 limão
  • ½ Kg de açúcar

Modo de preparo:

Comece retirando a casca e as sementes dos frutos. Em seguida, ferva a polpa em um pouco de água e bata no liquidificador. Acrescente ½ Kg de açúcar por cada quilo de polpa. Coloque algumas gotas de limão e um pouco das cascas e leve para ferver novamente por cerca de 20 a 30 minutos, ou até atingir o ponto de geleia. O sabor fica levemente azedo.

Se você gostou desse artigo, deixe o seu comentário.

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Comente! Pergunte! Relate! Sugira!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *