Óleo de Lorenzo: Propriedades, Usos Medicinais e Efeitos Colaterais

Também conhecido como azeite de Lorenzo, esse óleo é um composto bastante estudado sobre seus benefícios e propriedades.

O óleo de Lorenzo é um suplemento alimentar, sendo considerado um dos principais tratamentos para doenças degenerativas, principalmente quando tratamos da adrenoleucodistrofia (ADL).

Essa propriedade foi descoberta através de um tratamento alternativo realizado pelos pais de Lorenzo Odone, portador da doença. Essa conquista teve como um de seus resultados o batismo do óleo com o nome do menino, além de dar título a um filme com o mesmo nome, Óleo de Lorenzo.

como surgiu e para que serve

Nesse guia, você vai aprender tudo o que precisa saber sobre o óleo de Lorenzo.

Adrenoleucodistrofia – Doença de Lorenzo

A adrenoleucodistrofia, também conhecida como Doença de Lorenzo, é uma doença genética bastante rara, que ocorre devido a deformações ligadas ao cromossomo X. Essa condição atinge as glândulas adrenais, o sistema nervoso e também os testículos, atingindo apenas os homens e podendo se manifestar em qualquer idade.

Para simplificar a explicação, pense no sistema nervoso como uma rede de fios, um complexo sistema elétrico. Para a segurança dessa rede, os fios – nesse caso, os nervos – são encapados por um material de proteção, chamado de bainha de mielina.

A doença de Lorenzo altera a composição da mielina, fazendo com que essa capa de proteção perca suas funções. Assim, os fios começam a serem prejudicados, causando uma série de problemas nessa rede elétrica.

Portanto, é muito importante ficar atento aos sintomas da doença, que vão aparecendo aos poucos. Primeiramente, o portador começa a perder as funções da adrenal, a capacidade de se falar e de agir. Posteriormente, começam a aparecer os problemas de visão, dificuldades para se locomover a té mesmo para se alimentar.

Em estados mais avançados, os sintomas vão apenas piorando. Convulsões podem se tornar em comas, e a dificuldade de se alimentar passa a ser necessária a utilização de sondas. A falta de comunicação entre os neurônios começa a “desligar” o seu corpo aos poucos, sendo necessário a ajuda de máquinas para manter o funcionamento dos órgãos.

Essa doença ainda não possui uma cura definitiva, apenas um tratamento. Em relação à expectativa de vida de seus portadores, não costuma ser muito alta quando tratamos de crianças. É especulado que em 5 anos essa doença atinja o seu estado final.

Porém, em adultos ela pode ser um pouco diferente. O homem pode viver décadas, pois o óleo de Lorenzo consegue retardar a progressão da condição.

Confira uma resenha do filme:

mais saudáveis do mundo

Propriedades Medicinais

Esse óleo contém uma série de nutrientes benéficos ao corpo humano. Porém, o mais interessante sobre o composto, é a mistura de dois ácidos: oleico e erúcico, extraídos dos óleos de oliva e colza, que conseguem inibir a produção de ácidos graxos.

O ácido oleico é um ácido graxo monoinsaturado de cadeia longa, abundante em derivados de óleo e gordura. Ele participa ativamente em nosso organismo, desempenhando um papel essencial na produção de hormônios.

Já o ácido erúcico, é um componente tóxico para o organismo humano. O consumo em grandes quantidades desse composto pode provocar sérios problemas cardíacos, podendo até mesmo ser fatal. Por conta disso, você sempre de administrar esse óleo com orientação e acompanhamento de um profissional da área da saúde.

Porém, segundo os estudos realizados por Augusto Odone, pai de Lorenzo, o baixo consumo não consegue oferecer riscos à saúde. Além disso, quando misturado com o ácido oleico, se transforma em um promissor remédio no combate à adrenoleucodistrofia.

Efeitos do óleo de Lorenzo no tratamento de sistema nervoso

O óleo de Lorenzo é o principal suplemento alimentar conhecido atualmente, que se mostra eficaz no tratamento de doenças relacionadas a falhas do sistema nervoso.

Esses problemas decorrem principalmente do excesso de produção de ácidos graxos pelo organismo, causando deformações nos neurônios.

Isso causa a perda da bainha de mielina que cobre os nervos, responsável pela proteção das conexões entre eles, os axônios.

Dessa forma, se a conexão é prejudicada, o processo e envio de informações também é afetado.

Como o óleo de Lorenzo auxilia no tratamento da adrenoleucodistrofia?

Como o óleo de Lorenzo auxilia no tratamento da adrenoleucodistrofia

A adrenoleucodistrofia é uma doença causada pelo acúmulo de ácidos graxos de cadeia muito longa no cérebro e também na glândula supra-renal, causando a dismielinização dos neurônios.

Dessa forma, óleo de Lorenzo auxilia no balanceamento dos níveis de ácidos graxos que devem ser produzidos. Essa propriedade faz com que, além de tratar da ADL, esse composto seja uma ótima forma de diminuir os ricos de incidências de doenças degenerativas em pacientes de risco.

Porém, para o uso efetivo desse óleo, crianças que ainda não desenvolveram os sintomas devem ser tradas imediatamente, com acompanhamento médico.

O óleo também pode trazer benefícios à qualidade de vida de pacientes sintomáticos, auxiliando no tratamento do mal.

Como é feito o uso desse medicamento?

Durante o tratamento de doenças relacionadas ao sistema nervoso, é recomendado a dosagem de até 3 mL do óleo ao dia.

Porém, essa quantidade pode variar bastante, sendo necessário a consulta de um médico atuante na área. Nunca inicie um tratamento sem o acompanhamento de um profissional da área da saúde.

Os efeitos colaterais possíveis incluem hemorragia e hematomas. Por conta disso, é sempre importante administrar o óleo com acompanhamento de um médico.

Quais são as contraindicações do óleo de Lorenzo?

Normalmente, medicamentos manipulados trazem uma série de efeitos colaterais. Porém, o óleo de Lorenzo foge dessa regra, sendo bastante raro suas contraindicações.

Ainda assim, esse medicamento pode causar hematomas ou sangramentos, mas não em casos normais desse mal.

Além disso, esse óleo não e recomendado para gestantes ou mulheres que estão em período de amamentação, pois pode ser transmitido ao bebê por meio do leite.

Outra contraindicação é para pessoas que tenham um número de plauetas reduzida no sangue ou com baixo número de glóbulos brancos. Por conta disso, você deve procurar por orientação médica antes de utilizá-lo.

O que você achou do Óleo de Lorenzo? Não se esqueça de compartilhar esse artigo em suas redes sociais, para que cada vez mais pessoas possam saber sobre esse tratamento à doenças degenerativas. Além disso, comente abaixo qualquer dúvida que tenha lhe restado.

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Comente! Pergunte! Relate! Sugira!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *