Tudo Sobre a Planta Chapéu-de-Couro [Propriedades e Benefícios]

A natureza nos oferece uma infinidade de plantas que oferecem muitos benefícios para a saúde. Algumas, inclusive, são capazes até de curar algumas enfermidades.

No post de hoje, nós vamos conhecer um pouco mais sobre a planta chamada Chapéu-de-Couro, seus principais benefícios, contraindicações e como usar. Continue lendo.

Principais Características

Chapéu-de-Couro

O nome científico dessa planta é Echinodorus grandiflorus ou Echinodonus macropphyllus. O chapéu-de-Couro também é conhecido como erva-do-brejo, chá-da-campanha, erva-do-pântano e chá-mineiro.

É uma planta herbácea, com folhas grandes. Costuma nascer e se desenvolver na beira de rios, pântanos e lagos. São mais comuns nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso. Mas podem ser encontradas em outras regiões também.

O Chapéu-de-Couro produz uma base sólida, de onde é possível extrair uma espécie de massa, da qual é podemos fazer um doce semelhante ao doce de abóbora. Esse doce tem efeito depurativo do sangue.

Essa planta é usada na produção de três refrigerantes brasileiros: o Mate Cola, Mate Couro e o Mineirinho.

Outra curiosidade sobre o Chapéu-de-Couro é que, além de ser uma planta medicinal, ela também é uma espécie ornamental, ideal para ser cultivada em aquário.

Como essa planta tem um efeito diurético, ela ajuda a eliminar o excesso de líquido do corpo, evitando a sua retenção, que causa inchaço.

Propriedades do Chapéu-de-Couro

Propriedades do Chapéu-de-Couro

Essa planta apresenta diversas propriedades importantes para o nosso organismo como, por exemplo:

  • Tem ação diurética
  • Antirreumática
  • Atua como depurativo
  • Ação energética
  •  Laxante
  • Ação anti-inflamatória
  • Anti-hipertensora
  • É antiartrítica
  • Adstringente

Embora existam poucas pesquisas científicas sobre os efeitos medicinais da planta Chapéu-de-Couro, ela é amplamente usada na medicina popular para tratar muitos problemas, como citamos acima.

Principais Benefícios do Chapéu-de-Couro

Principais Benefícios do Chapéu-de-Couro

O Chapéu-de-Couro apresenta uma série de benefícios para a nossa saúde. Ele pode ser usado para tratar problemas como:

  • Micoses
  • Ajuda no tratamento de problemas do estômago, como é o caso da estomatite, por exemplo
  • Inchaço no corpo
  • Cálculos biliares e urinários
  • Trata problemas como: gota, sífilis, nefrite, litíase e bócio
  • É muito eficaz no tratamento da prisão de ventre, devido ao seu efeito laxante
  • Promove o alívio de dores
  • Retenção de líquido
  • Tem efeito energético
  • O chá dessa planta pode ser usado para tratar picadas de cobra e feridas
  • Nefrite
  • É bom para tratar faringite, amigdalite, resfriado, gripe e gengivite
  • Excesso de ácido úrico no sangue
  • Gordura no fígado
  • Impurezas no sangue
  • Lesões na pele
  • Inflamação nas vias urinárias
  • Hipertensão
  • Ajuda a tratar problemas como o reumatismo, a artrite e a arteriosclerose, devido ao seu efeito anti-inflamatório
  • Artrite reumatoide
  • Sífilis
  • Reumatismo
  • Colesterol alto
  • Nevralgia

É Bom Para a Pele?

O chapéu-de-couro ajuda a amenizar o surgimento das manchas de vitiligo. a celulite e retardar o envelhecimento precoce da pele. Outro benefício muito importante é que o chapéu-de-couro também age como um adstringente e como tônico facial, contraindo os poros e reduzindo a oleosidade da pele.

Inclusive, nós podemos encontrar no mercado produtos à base do Chapéu-de-Couro, como adstringentes com extrato de chá da planta.

Como Usar o Chapéu-de-Couro

como usar

A forma mais conhecida de uso do Chapéu-de-Couro é o chá, que é feito por infusão e por decocção das folhas. O ideal é consumir o chá no mesmo dia em que for preparado. A recomendação é tomar de 2 a 3 vezes por dia.

Preparando o chá:

Ingredientes:

  • 2 colheres de chá de folhas da planta
  • 1 xícara de água

Modo de preparo:

Ferva a água com as folhas por poucos minutos e tome em seguida. Se preferir, também é possível usar esse chá para fazer compressas frias.

Contraindicações

Pacientes com insuficiência cardíaca ou renal, pressão baixa, mulheres que estão amamentando, crianças, pessoas que apresentam sensibilidade às substâncias presentes na planta, não devem usá-la. Doses altas podem fazer a pressão abaixar bastante.

Formas Alternativas de Usar o Chapéu-de-Couro

1 – Tintura

Ingredientes:

  • 5 colheres (sopa) de folhas de chapéu-de-couro
  • 1 xícara de cachaça pura, álcool 70° ou álcool de cereal

Modo de preparo:

  • Lave as folhas, seque e pique. Quando estiverem desidratadas e secas, soque-as em um recipiente de madeira.
  • Em seguida, misture as folhas com metade do álcool ou da cachaça.
  • Deixe curtir por 5 dias dentro de um recipiente de vidro fechado e escuro, longe do calor e claridade.
  • Passados os 5 dias, filtre o álcool e guarde-o em outro vidro escuro.
  • Coloque o restante do álcool sobre a planta que já ficou curtindo por mais 5 dias, para que todas as substâncias da planta sejam retiradas.
  • Após os outros 5 dias, junte as duas tinturas, agite bem e filtre.
  • Coloque em um vidro conta-gotas escuro.
  • A validade é de 1 ano.

formas alternativas

2 – Cataplasma: pode ser usado para tratar feridas, tumores, hérnia e erupção na pele.

  • Para usá-lo dessa forma, precisamos de raízes secas e haste da planta.
  • Em seguida, deve-se triturá-los e adicionar água até formar uma pasta.
  • O próximo passo é fazer cataplasma local, colocando a mistura no local a ser tratado. Se desejar, pode-se usar uma gaze ou uma faixa em cima da pasta, para que o material fique concentrado no local correto.
  • Deixe agindo por cerca de 2 horas.

Sempre que usamos uma planta medicinal ou um medicamento, precisamos tomar cuidado com a dosagem e a maneira correta de usar. Caso contrário, podemos causar problemas ou algum tipo de desordem no organismo.

O uso de plantas medicinais já é uma prática que já existe há milênios. E não é por menos. Podemos encontrar na natureza todo tipo de planta, capaz de curar ou prevenir os mais diversos tipos de problemas de saúde.

São muitos os benefícios que as plantas oferecem para as pessoas. Mas é muito importante conhecer bem a erva e quais as suas aplicações antes de começar a consumir. Também é fundamental conhecer os seus efeitos colaterais.

Conte pra gente, nos comentários, se esse artigo foi útil pra você.

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Comente! Pergunte! Relate! Sugira!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *