Você Conhece a Fruta Gabiroba? Confira Propriedades e Benefícios!

Algumas frutas são muito conhecidas, e podem ser encontradas em todas as regiões brasileiras. Outras já não são tão conhecidas assim. A gabiroba é um exemplo de fruta que muita gente ainda não conhece. Gênero de frutas das Myrtceae. Essa frutinha deliciosa também é uma espécie ameaçada de extinção por causa do mau uso dos recursos naturais.

A gabiroba é uma árvore de baixo a médio porte, chegando a medir 8 metros de altura. É uma opção que ajuda muito a recuperar áreas degradadas, atraem muitos insetos polinizadores e abelhas, e são muito usadas no paisagismo urbano.

Gabiroba

O ciclo dessa planta é perene, e ela não exige muito de um solo. Além do mais, ela apresenta boa resistência a períodos de estiagens e a climas diferentes. A flor é hermafrodita, com uma cor que varia entre o branco e o creme. E as suas folhas podem variar de verde-claro ao verde-escuro.

Tipos de Gabiroba

tipos diferentes

Existem vários tipos de gabiroba, sendo cada tipo de uma região diferente.

  • Tem a gabiroba do cerrado, que é miúda e mais saborosa (Campomanesia laurifolia).
  • Tem a gabiroba arbórea (Campomanesia xanthocarpa), que é o tipo mais estudado para uso medicinal.
  • Gabiroba-da-Amazônia ou gabiroba-açu (Campomanesia lineatifolia), encontrada nas matas tropicais úmidas.
  • Tem também a gabiroba-do-campo (Campomanesia adamantium).
  • E a gaboriba-do-litoral ou guavira (Campomanesia guaviroba), da região de Mata Atlântica, próxima de rios.

Para Que Serve a Gabiroba?

Para Que Serve a Gabiroba?

Cada região onde se encontra a gabiroba tem a sua forma de usá-la. Todos os tipos são comestíveis, todos possuem propriedades curativas e a casca de todos elas são um pouco amargas. No cerrado, a gabiroba é muito apreciada por possuir um sabor acentuado, devido ao sol da região. A fruta é usada para o preparo de sorvetes, de doces, licores e sucos. A gabiroba também pode ser consumida in natura.

A gabiroba é muito usada na medicina popular para:

  • Tratar anemia, fraqueza e diminuir os níveis de glicose no sangue.
  • A infusão dos frutos da gabiroba costuma ser usada para tratar diarreia, catarrais e disenteria.
  • Tratar problemas de memória, regular o intestino, eliminar o catarro da bexiga e útero, disenteria e colesterol alto com o chá das folhas da gabiroba.
  • Para tratar problemas urinários, usa-se a infusão da casca do troco da gabiroba. E o banho de assento contribui para reduzir hemorroidas.
  • O banho das folhas também pode ser usado como uma excelente relaxante muscular.
  • Os indígenas usam as folhas, o caule e a casca do tronco da gabiroba para tratar dor de dente, infecções e feridas na boca, dor de barriga, contusão e até para induzir o parto.

No entanto, as sementes e a casca dessa fruta não devem ser mastigadas, pois possuem alguns compostos tóxicos para o organismo.

Propriedades

A gabiroba é uma fruta repleta de nutrientes importantes para o nosso organismo, como: vitaminas do complexo B, vitamina C, niacina, carboidratos, sais minerais e proteínas.

Devido aos nutrientes presentes em sua composição, ela possui várias propriedades terapêuticas importantes, como, por exemplo: ação anti-inflamatória, antidiarreica, adstringente e antigripal.

Benefícios para Saúde

benefícios da Gabiroba

Além de ser uma fruta muito saborosa, a gabiroba possui uma série de benefícios para a saúde. Confira abaixo:

  • Ajuda a combater a diarreia e a prisão de ventre, pois é uma fruta rica em água e fibras.
  • Atua na prevenção da osteoporose, pois é fonte de cálcio.
  • Ajuda na prevenção de doenças, como câncer, aterosclerose e gripe, por ser fonte de vitamina C, antioxidantes e compostos fenólicos.
  • Ajuda a aumentar a disposição física, pois também é fonte de vitaminas do complexo B.
  • E previne a anemia, devido ao ferro presente na sua composição.

Onde Encontrar a Gabiroba?

Onde Encontrar a Gabiroba?

Podemos encontrá-la em matas da bacia dos rios de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Podemos comprar em feiras livres, mercados, e até em sites que vendem mudas de plantas.

Sugestões de Receitas Passo a Passo

Vamos aprender algumas receitas fáceis e deliciosas à base de gabiroba, para você apreciar essa fruta deliciosa de várias maneiras:

1 – Sorvete de gabiroba

Ingredientes:

  • 1 lata de suco de gabiroba (para preparar o suco, basta espremer cada uma das frutas para obter a polpa, e bater no liquidificador com um pouco de água).
  • 1 lata de leite condensado
  • ½ litro de creme de leite fresco
  • 1 caixinha de creme de leite

Modo de preparo:

Bata no liquidificador o suco de gabiroba, o creme de leite e o leite condensado. Reserve. Separado, bata o creme de leite fresco, conforme instruções da embalagem, até virar chantilly. Em seguida, misture o chantilly com a primeira mistura que estava reservada. Coloque em um pote e deixe no congelador por cerca de 6 horas.

2 – Geleia de gabiroba

Ingredientes:

  • 2 Kg de polpa de gabiroba (receita abaixo)
  • 500 gramas de açúcar

Modo de preparo da polpa de gabiroba:

Lave bem as frutas e bata no liquidificador. Não precisa ser feita na hora de preparar a geleia. Se quiser fazer antes e congelar, não tem problema.

Modo de preparo da geleia:

Se a polpa estiver fresca, leve ao fogo e vá acrescentando o açúcar. Se estiver congelada, corte em pedaços pequenos, leve ao fogo e deixe derreter um pouco antes de acrescentar o açúcar.

Em ambas as formas, deixe a mistura ir cozinhando por cerca de 2 horas, mexendo de vez em quando para não grudar no fundo da vasilha. Depois de pronta, o ideal é conservar na geladeira. Pode ser consumida com queijo, biscoitos e torradas.

3 – Chá de gabiroba para combater infecção urinária

Ingredientes:

  • 30 gramas de folhas e de cascas de gabiroba
  • 500 ml de água

Modo de preparo:

Comece fervendo a água. Em seguida, desligue o fogo e adicione as folhas e cascas da fruta. Tampe o recipiente e deixe esfriando por cerca de 10 minutos. Tome duas xícaras do chá por dia sem adoçar.

Você gostou do que leu? Então, não se esqueça de deixar o seu comentário.

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Comente! Pergunte! Relate! Sugira!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *