21 Alimentos Ricos em Estrogênio e Progesterona para Aumentar Níveis!

Você precisou fazer alguns exames, e ao final o médico disse que os seus níveis de estrogênios estão baixos? E você se perguntou, mas afinal, o que é isso?

O estrogênio também conhecido com estrógeno, nada mais é que um hormônio sexual feminino.

Dessa maneira, ele é produzido pelos ovários e liberado na primeira fase do ciclo menstrual da mulher.

Nesse ínterim, podemos afirmar que é o estrogênio que confere todas as características femininas das mulheres como:

  • Definição do tamanho dos seios;
  • Brilho e textura da pele;
  • Oleosidade do rosto.

Contudo, ele também é o responsável pelo controle da ovulação e pelo preparo do útero para a reprodução.

alimentos ricos

Podemos, dessa maneira, classificar o estrogênio em quatro tipos:

  • Estradiol (envolvido na menstruação);
  • Estrona;
  • Estriol;
  • Androstenediona (envolvido na menopausa).

Podemos afirmar então que na puberdade esse hormônio executa um papel fundamental no ciclo menstrual.

Todavia, na menopausa, a produção de estrogênio e progesterona cessa nos ovários, sendo que nesse período há inclusive a cogitação de se fazer reposição hormonal com acompanhamento médico.

Com efeito, existe absoluta relação entre as pílulas anticoncepcionais e o estrogênio, pois essas pílulas carregam em sua composição estrogênio e progesterona.

Quais são as funções do estrogênio no corpo?

Visto que o Estrogênio possui papel fundamental no ciclo menstrual feminino, podemos afirmar certamente que possuí diversas funções, tais como:

  • Definir a distribuição de gordura no corpo, aumentando a gordura nos quadris e reduzindo no abdômen;
  • Ajuda a estimular o desenvolvimento mamário;
  • Protege as células nervosas;
  • Durante toda a gravidez prepara o corpo feminino.
  • Em contrapartida, para mulheres que possuem excesso de estrogênio no corpo, o hormônio acaba influenciando no comportamento.
  • Desse modo, as mulheres com alta taxa desse hormônio sofrem sobremaneira durante todo o ciclo menstrual.
  • Por outro lado, enquanto o excesso do hormônio pode causar sofrimento durante o período de TPM, a sua escassez pode provocar:
  • Ondas de calor típicos da menopausa;
  • Ressecamento da vagina;
  • Redução da líbido sexual;
  • Irritação, depressão e insônia;
  • Bastante dor de cabeça;
  • Alguma palpitação cardíaca;
  • Queda no desejo por sexo;
  • Piora da atenção da memória.

Nesse ínterim, a carência desse hormônio pode ainda causar osteoporose, pois ele é responsável pela fixação de cálcio nos ossos.

Como faço para saber e aumentar os níveis de Estrogênio e Progesterona?

Se você está com baixos níveis de estrogênio e progesterona no corpo, você pode consumir alimentos ricos desses hormônios.

mais saudáveis do mundo

Dessa forma, somente com novos hábitos alimentares você pode reverter esse quadro, passando a ter uma alimentação mais saudável.

Existem alimentos de fácil acesso que selecionamos em uma lista para que você possa incluir na alimentação do seu dia a dia.

Em contrapartida, para quem sofre com excesso do hormônio, também é uma excelente dica para evitar tais alimentos.

1-) Linhaça

rica em fibras

A linhaça é rica em fibras, ajudando na saciedade após as refeições. Para quem possuí um sistema digestivo um pouco mais lento, é uma excelente opção.

Nas dietas de emagrecimento esse alimento é muito encontrado, pois, devido à sua alta taxa de fibras, ajuda na diminuição dos níveis de colesterol.

Rica em Ômega 3 da forma ALA, também conhecida com ácido alfa-linolênico, se torna um alimento bastante saudável, pois ajuda na prevenção de derrames e ataques cardíacos.

2-) Grão-de-bico

sem glúten

Inegavelmente uma fonte natural de fitoestrógeno. Com sabor neutro, esse excelente alimento pode ser incluído em cozidos de legumes, carnes, saladas, entre outros.

Rico também em fibras e proteínas, é ideal para quem deseja começar uma vida vegana.

3-) Frutas secas

regular os níveis

As tâmaras, ameixas e damascos ajudam a balancear de forma eficiente os níveis de estrogênio no corpo.

Sendo uma excelente alternativa para o lanche da tarde, são ricas em fibras podendo substituir sem nenhuma dúvida os alimentos industrializados.

Contendo fitoestrógeno, ajudam a suprimir qualquer deficiência de estrogênio no organismo.

Além disso, produzem o mesmo efeito, como se você houvesse gerado mais estrogênio no corpo.

4-) Gergelim

para aumentar progesterona

Igualmente as frutas secas, o gergelim é rico em fitoestrógeno.

Seu principal diferencial é que você pode obter os mesmos benefícios tanto com o uso de grãos, quanto com o uso de óleos.

Isso ocorre em virtude de ambos conterem a lignina, que é um composto químico no qual o fitoestrógeno está contido.

Rico em minerais e fibras, o gergelim pode ser adicionado facilmente a vários pratos, deixando a alimentação ainda mais saudável.

5-) Ervilha

para comer

Embora nem todas as pessoas gostem, a ervilha é um dos melhores acompanhamentos para quem precisa aumentar os níveis de estrogênio.

Rica em minerais importantes, tais como ferro, cálcio, potássio e proteína, a ervilha ainda é uma excelente fonte de vitamina C.

Nesse sentido, ajuda a fortalecer a imunidade do corpo, além de aumentar o nível de estrogênio.

Desse modo, o seu consumo ajuda a reduzir os sintomas que são causados pela menopausa e pós menopausa.

6-) Leite de Soja

alimentos que regulam

Não possuindo a mesma amplitude de benefícios que os outros alimentos, mas rico também em fitoestrógeno, o leite de soja pode ser consumido de diversas formas.

Além do mais, ele ajuda a amenizar os sintomas associados à pós menopausa.

Nesse ínterim, o leite de soja restaura os níveis de estrogênio, sendo uma excelente fonte de cálcio.

Aprenda a fazer leite de soja em casa:

7-) Tofu

diferentes

Bastante consumido entre os veganos, o tofu possuem em suas propriedades uma alta quantidade de ferro e proteínas.

Esse alimento ajuda a aumentar os níveis de estrogênio no organismo da mulher graças à quantidade que possui de isoflavonas.

Dessa maneira, a cada refeição que você substituir a carne pelo Tofu irá evitar também consumo de gordura e colesterol.

😎 Feijão

o que comer

Por fim vamos falar de um dos alimentos mais populares e consumidos por quase todas as famílias brasileiras, o Feijão.

Possuindo uma alta quantidade de Fibras, esse alimento possui um excelente nível de fitoestrógeno.

Inegavelmente rico em fibras e proteínas, é uma surpreendente alternativa para quem não deseja mais consumir a carne vermelha.

Em virtude de sua textura, ele gera uma digestão mais lenta no organismo, tornando-o uma excelente opção de carboidratos para diabéticos, ajudando desse modo a manter e regularizar os níveis de glicose.

Gostou das nossas dicas?

Gostou de conhecer um pouco mais sobre os alimentos ricos em estrogênio e progesterona?

Conhecimento sempre é bom, ainda mais quando aliado da nossa saúde não é mesmo?

Afinal, quando os hormônios estão alterados, tanto em excesso quanto em escassez o incômodo que sentimos é horrível.

Desse modo, saber os alimentos que podemos consumir é em suma muito importante tanto para manter uma vida mais saudável quanto para balancear os hormônios em nosso corpo.

Deixe seus comentários, suas sugestões, e ajuda outras pessoas a conhecer mais sobre esses alimentos compartilhando nosso post.

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Comente! Pergunte! Relate! Sugira!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *