4 Melhores Plantas Medicinais do Cerrado para Curar Todos os Males

O Brasil tem uma flora rica em plantas medicinais, algumas são nativas do país, outras se adaptaram ao clima, mas a verdade é que elas oferecem inúmeros benefícios a saúde de forma natural no tratamento e prevenção de doenças. O cerrado brasileiro, por exemplo, é uma grande fonte destas plantas com ações curativas, por isso, pensando nas curiosidades vegetais que esta região do país guarda, pesquisamos algumas plantas medicinais do cerrado para que você conheça, olha só:

1. Velame branco para tratar gripes, febres e hemorragias

Depurativa e anti-inflamatória, esta planta do cerrado ajuda a tratar várias doenças

Depurativa e anti-inflamatória, esta planta do cerrado ajuda a tratar várias doenças

Quando se fala de plantas medicinais do Cerrado não podemos deixar de mencionar o velame branco (Macrosiphonia velame), popularmente utilizado por suas propriedades diuréticas, depurativas, anti-inflamatórias e antiluéticas. Nativa da flora brasileira, este arbusto do cerrado é indicado para tratar gripes, febres, hemorragias, úlceras do útero, diarreias, feridas de pele, reumatismos e artrites, bem como doenças sexualmente transmissíveis, cálculos renais, eczemas e tuberculose ganglionar. Quer saber como utilizar esta planta para curar gripes, febres e hemorragias? Confere esta receita então:

Ingredientes:

  • 01 Xícara de chá de folhas de velame branco picado
  • 01 Litro de Água.

Modo de fazer:

Coloque a água e as folhas para ferver por alguns minutos. Após isso, desligue o fogo e deixe esfriar. Você deve consumir de três a quatro xícaras deste chá por dia para obter o resultado desejado.

Observações:

Você pode utilizar várias partes desta erva para tratar diferentes tipos de doenças, por isso procure pela receita desejada de acordo com a sua condição. Não foram encontradas contraindicações ao consumir velame branco, mas é sempre bom procurar um especialista antes de fazer uso de qualquer planta medicinal, não é mesmo?

2. Folhas de mangaba para hipertensão e cólicas menstruais

Tanto os frutos quanto as folhas desta árvore do cerrado protegem o corpo de doenças

Tanto os frutos quanto as folhas desta árvore do cerrado protegem o corpo de doenças

Outra planta bastante comum no cerrado é a mangabeira (Hancornia speciosa) que produz um fruto muito utilizado na fabricação de doces, sorvetes, sucos e bebida fermentada. Desta árvore, além de consumirmos os seus frutos, também podemos usufruir das folhas, pois com o chá delas podemos regular a hipertensão e aliviar as cólicas menstruais. Os frutos também são ricos em vitaminas A, C e B3, bem como ferro, fósforo, cálcio e fibras que ajudam a prevenir anemias, combater o estresse, melhorar a circulação e a regular o fluxo intestinal. Gostou dos nutrientes desta planta? Veja como fazer um chá para hipertensão e cólicas menstruais:

Ingredientes:

  • 02 Colheres de sopa de folhas de mangaba
  • Meio litro de água

Modo de fazer:

Coloque a água no fogo e quando estiver em ponto de ebulição, acrescente as folhas de mangaba e deixe ferver por 10 minutos. Após isso, desligue o fogo, deixe repousar por mais 10 minutos e beba. Deve-se consumir de duas a três xícaras deste chá por dia.

mais saudáveis do mundo

Observações:

O chá da mangaba pode causar quedas de pressão se consumido junto a medicamentos contra hipertensão, mas não substitui o efeito dos mesmos, sendo sempre necessário consultar um médico. Os frutos desta árvore também não devem ser consumidos verdes, pois possuem um leite tóxico que podem causar sérios danos à saúde.

3. Barbatimão para inflamações, hemorragias e feridas

A casca da árvore é utilizada para tratar doenças que afetam a saúde da mulher

A casca da árvore é utilizada para tratar doenças que afetam a saúde da mulher

O barbatimão é uma árvore nativa do cerrado brasileiro muito utilizada para o tratamento de hemorragias, úlceras, conjuntivites, dor de garganta e cicatrização de feridas. Graças ao seu efeito anti-inflamatório, emético, hipotensor, antibacteriano, antisséptico e anti-hemorrágico, o barbatimão também pode ser utilizado no combate de venenos de serpentes, na cicatrização de feridas, contra doença de chagas e leishmaniose, bem como contra o corrimento vaginal, gonorreia, candidíase e inflamações no útero e nos ovários. Na forma de pomada, o barbatimão ainda atua no tratamento do HPV, por isso o modo de utilizar esta planta pode variar bastante, desde infusões e chás, até banhos de assento. Incrível o que essa planta faz, não é? Dá uma olhada em como fazer um banho de assento para tratar doenças do útero:

Ingredientes:

  • 01 Xícara de chá de casca de barbatimão
  • 02 Litros de água

Modo de fazer:

Coloque a água no fogo junto com as cascas e deixe ferver por 15 minutos. Após isso, desligue o fogo, tampe e deixe descansar por 10 minutos. Escorra a água e espere amornar. Despeje o líquido em uma bacia grande e faça o banho de assento por 10 minutos.

Observações:

O barbatimão não deve ser consumido por mulheres grávidas ou em processo de amamentação, pois pode causar problemas a saúde do bebê. De qualquer forma, procure um médico para fazer uso desta planta medicinal.

4. Pacari contra úlceras e gastrites

O chá desta planta também ajuda a combater obesidade e doenças de pele

O chá desta planta também ajuda a combater obesidade e doenças de pele

Ameaçado de extinção, o pacari (Lafoensia pacari Saint-Hilaire) é uma árvore de médio porte que nasce no cerrado brasileiro, sendo também encontrada em estados do norte, sudeste e nordeste. Conhecido também como dedaleiro, o pacari é utilizado popularmente como cicatrizante no tratamento de feridas de pele, azias, úlceras e gastrites. Através das folhas e da casca, é possível fazer chás que combatem dores, obesidade, micoses, pruridos, infecções e febres, pois esta planta age como anti-inflamatório, antibacteriano, antifúngico e cicatrizante. O pacari pode ser encontrado no mercado na forma de pó, mas você também pode fazer um chá desta árvore para combater gastrites e azias, confira a receita:

Ingredientes:

  • 10 Gramas da casca ou de folhas maceradas de pacari
  • 01 Litro de Água

Modo de fazer:

Coloque a água para ferver e quando estiver em ponto de ebulição, desligue o fogo. Acrescente as folhas e deixe descansar por aproximadamente 10 minutos. Coe e beba de três a quatro xícaras por dia. Para fazer esta receita você também pode utilizar as cascas da árvore. Neste caso, você optar por não ferver a água e deixar as cascas descansarem pelo mesmo tempo que deixar as folhas.

Observações:

Não foram encontradas contraindicações para o consumo do chá de pacari, embora seja sempre bom consultar um especialista no assunto para utilizar as propriedades da planta da melhor forma possível. Certo?

E aí gostou de conhecer o poder medicinal destas plantas do cerrado? Conhece alguma outra? Compartilha aqui com a gente!

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Comente! Pergunte! Relate! Sugira!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *