5 Maiores Benefícios de Comer Rapadura [Propriedades Nutricionais]

Rapadura é doce, mas não é mole não!” Apesar de muito comum nos ditados populares, a rapadura é um alimento cujos benefícios e propriedades ainda não estão tão presentes na mentalidade da maioria das pessoas. Para muitos, a rapadura é apenas um doce e tantos outros ainda a consideram “comida de pobre”, principalmente por causa das histórias de sua origem.

rapadura

No entanto, a rapadura tem sido muito recomendada por nutrólogos e nutricionistas e até recomenda para atletas de alto desempenho. É de se imaginar, portanto, que ainda há muito a ser dito sobre esse alimento tão característico e, claro, muito a aprender sobre os segredos da rapadura.

Para começar a desvendar esses segredos, é preciso primeiro entender o que, de fato, é a rapadura e como ela surgiu.

A origem da rapadura

O processo de fabricação da rapadura é muito simples. Ela é obtida a partir da exposição do caldo da cana-de-açúcar a altas temperaturas. Esse processo faz com que o caldo entre em ebulição e toda a água que compõe o caldo vai evaporando lentamente. O resultado é uma espécie de melaço altamente concentrado que depois é moldado e resfriado em formas para chegar a um estado sólido. O produto final é a rapadura.

O nome “rapadura” é uma variação de como esse alimento era chamado na sua origem: “raspadura”. Isso porque, durante os processos de fabricação do açúcar, também obtido a partir da cana-de-açúcar, algumas crostas de açúcar ficavam presas nas paredes e bordas dos tachos. Essas crostas eram, literalmente, “raspadas” e depois reservadas em recipientes com formatos de tijolos, onde então se solidificavam e se tornavam a “raspadura”.

a origem

De acordo com os historiadores, a rapadura começou a ser produzida durante o século XVI, na região das Ilhas Canárias, então dominadas pela Espanha. A rapadura era uma alternativa de transporte do açúcar mais eficaz do que o produto em pó, que, durante as navegações, por exemplo, acabava ficando úmido demais ou melado de acordo com as condições de temperatura a que era exposto.

Ainda no século XVI, durante o período escravocrata do Brasil Colônia, a rapadura era considera um alimento para os escravos que trabalhavam nos engenhos de cana-de-açúcar. As “sobras” que ficavam nas crostas dos tachos eram reutilizadas pelos negros como alimento. Mesmo com a abolição da escravidão, a rapadura durante muito tempo foi considerada um alimento de baixa qualidade e relegada à população mais pobre, principalmente os camponeses e sertanejos da região Nordeste do Brasil, onde ela mais se popularizou.

Mas afinal: o que é que a rapadura tem?

rapadura

Apesar dessa má reputação histórica, a rapadura é um alimento riquíssimo em nutrientes e vem ganhando cada vez mais notoriedade quando o assunto é boa alimentação. Isso porque ela é rica em vitaminas dos complexos A, B, C, D e E, além de sais minerais como cálcio, cobre, ferro, fósforo, magnésio, potássio e zinco.

A rapadura também é uma grande fonte de carboidratos de alto índice glicêmico, que podem ser muito úteis dependendo do objetivo de quem os consome. Os carboidratos de alto índice glicêmico produzem muita energia porque “alimentam” as nossas células com o açúcar que elas precisam para desempenhar essas funções. Por esse motivo, os alimentos que contêm esse tipo de carboidrato têm sua ingestão recomendada antes de atividades físicas, até mesmo as mais intensas, porque trarão mais vigor e disposição.

Mas atenção: ingerir carboidratos de alto índice glicêmico sem esse objetivo e sem moderação pode acabar gerando aumento de peso. Ou seja, se você exagerar na rapadura, comendo só pelo prazer, e não gastar toda essa energia posteriormente, a rapadura pode ser uma inimiga na sua dieta! A rapadura é muito saborosa, mas cuidado para não cair na tentação!

Os benefícios da rapadura

  • Saúde mental: as vitaminas do complexo B, como a Niacina, Riboflavina e a Tiamina, abundantes na rapadura, agem no sentido de melhorar diversas funções cerebrais e proteger o sistema nervoso, ajudando a combater, por exemplo, sintomas de estresse e depressão.
  • Fortalecimento do organismo: além de ser uma excelente fonte de energia para o desempenho de atividades físicas, a rapadura e as propriedades dos minerais presentes em sua composição ajudam na reposição do cálcio, prevenindo doenças como osteoporose e ajudando na recuperação muscular. Além disso, fortalecem também o sistema imunológico, prevenindo infecções.
  • Fonte de ferro: a rapadura é recomendada para crianças recém-nascidas. A grande quantidade de ferro ajuda a prevenir anemias, evita formação de gases e a constipação, porque também tem efeito laxante. O ferro ainda facilita o transporte de oxigênio para as células através do sangue e fortalece os sistemas respiratório e urinário.
  • Combate ao envelhecimento: as vitaminas e minerais presentes na rapadura também têm efeitos antioxidantes, ajudando a prevenir doenças degenerativas e combatendo os sinais de envelhecimento.

Como consumir a rapadura?

Em primeiro lugar, vale a pena reforçar o recado da moderação. A rapadura é muito nutritiva, mas é altamente calórica. Os excessos podem gerar aumento de peso e outros problemas relacionados ao consumo exagerado de açúcar. Por esse motivo também, a rapadura NÃO é recomendada para diabéticos!

Muitas pessoas consomem a rapadura in natura mesmo, como se fosse um chocolate ou outro doce qualquer. Em algumas escolas do Nordeste, por exemplo, as secretarias de educação fizeram pequenas pastilhas de rapadura para distribuir entre os alunos. De fato, a rapadura consumida dessa forma pode ser uma ótima escolha quando bater aquela vontade de comer um docinho!

Há também quem prefira utilizar a rapadura em substituição ao açúcar tradicional. Apesar de terem a mesma origem, o açúcar refinado e a rapadura passam por processos muito diferentes de fabricação. O açúcar branco, por exemplo, perde muitas de suas propriedades durante o refinamento. A rapadura, por sua vez, pode chegar a ter 100 vezes mais cálcio e 26 vezes mais ferro que o açúcar refinado e outros tipos de produtos adoçantes.

Sendo assim, você pode utilizar a rapadura no dia a dia, para adoçar bebidas, sucos, bolos, sobremesas e o que mais a sua criatividade te sugerir!

Viciado em rapadura?

Você sabia que a rapadura era assim tão nutritiva? Já pensou em substituir o açúcar refinado por alternativas mais saudáveis? Comente abaixo para compartilhar suas experiências e tirar as suas dúvidas!

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Comente! Pergunte! Relate! Sugira!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *